Quick menu de navegação :

  1. Ir para o conteúdo
  2. Ir para o menu principal da secção
  3. Ir para a ferramenta de pesquisa
  4. Ir para o menu Ajuda
  5. Ir para o Módulo
  6. Vá para a lista de atalhos de teclado

Menu Ajuda :

  1. Sanofi Mundial |
     
  2. Sites Sanofi no Brasil |
     
  3. Sites do Grupo |
     
  4. Contato |
  5. Mapa do Site |
  6. Ajuda
  1. RSS
  2. Tamanho da fonte

    Reduzir Aumentar  
 
 

Florestas do Futuro

Conteúdo :

Florestas do Futuro

 
 

PARCERIA COM A SOS MATA ATLÂNTICA

No final de 2016, a Sanofi firmou uma importante parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, que plantará, em uma região devastada, 15 mil mudas de árvores nativas deste bioma, como forma de mitigar as emissões de CO2 de seu processo produtivo, e, principalmente, auxiliar na estabilidade hídrica desta região, que fica na Bacia do Rio Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), em São Paulo.

A área que receberá as 15 mil mudas da Sanofi fica a apenas 20 km da fábrica de Campinas, em uma região com alto déficit de cobertura florestal, na divisa entre as cidades de Campinas e Jaguariúna. Trata-se de uma área estratégica para a região de Campinas, e considerada de “Alta Prioridade”* pelo Governo do Estado de São Paulo, no âmbito do Programa Nascentes - programa que otimiza e direciona investimentos públicos e privados para cumprimento de obrigações legais de compensação de emissões de carbono, redução da pegada hídrica, ou implantação de projetos de restauração voluntários.

O projeto prevê ainda a manutenção da área por 5 anos, sendo 02 anos de manutenção e 03 de monitoramento, além da emissão de um relatório de auditoria, certificado por uma terceira parte, e relatórios de plantio ao longo desse período emitidos pela própria SOS Mata Atlântica.

*A ONG possui uma metodologia para identificação das áreas prioritárias para plantio baseada nos seguintes critérios:

1. Áreas de Alta Vulnerabilidade de Aquíferos (Áreas de recarga de lençóis freáticos - RES SMA 72/2015)

2. Áreas prioritárias (para conservação da biodiversidade - 2008 -BIOTA/FAPESP)

3. Áreas prioritárias para intervenção (Foco em recursos hídricos – áreas de abastecimento público - RES SMA/SSRH 01/2014)

Atualizado em: 06 de Junho de 2017