Esclerose Múltipla: o que você precisa saber sobre a doença



Doença autoimune atinge 15 indivíduos a cada 100 mil habitantes no Brasil1


– Doença autoimune atinge 15 indivíduos a cada 100 mil habitantes no Brasil¹

São Paulo, 30 de agosto de 2017 – No dia 30 de agosto, comemora-se o Dia Nacional da Esclerose Múltipla, doença autoimune, inflamatória do sistema nervoso central, que atinge 2,5 milhões de pessoas no mundo2. Cientistas acreditam que a patologia é resultado de uma combinação de fatores imunológicos, ambientais, infecciosos e genéticos, embora a causa real seja desconhecida3. “É uma doença pouco reconhecida. Estima-se que existam entre 30 e 35 mil brasileiros com Esclerose Múltipla (EM), mas apenas 15 mil estão em tratamento”, explica a coordenadora do Ambulatório de Neuroimunologia do Hospital Santa Marcelina, Dra. Ana Piccolo.

Para destacar a importância de levar informação à população sobre o assunto, a especialista separou 5 questões importantes sobre a patologia.

Atenção à depressão

É grande a incidência de depressão em pessoas com esclerose múltipla4. Isso por se tratar de uma patologia sem cura, que impõe alguns desafios àqueles em quem ela se manifesta como fraqueza muscular, alteração do equilíbrio e comprometimento neurológico5.

Incidência da EM no Brasil

Atualmente, estima-se que existam 15 indivíduos com EM a cada 100 mil pessoas no Brasil, resultando, em média, em 35 mil brasileiros com a doença, segundo a Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (ABEM). De causa desconhecida, a patologia é considerada crônica e recorrente, com surtos e sintomas que variam de pessoa para pessoa, mas influenciam diretamente na qualidade de vida dos indivíduos6.

Mais mulheres do que homens

A EM atinge duas vezes mais mulheres do que homens e, em média, é diagnosticada aos 30 anos, embora possa acometer desde crianças até pessoas mais idosas2. Pelo fato de ser uma doença com diagnóstico tardio, muitas vezes, isso acaba por dificultar o tratamento da doença2. “Estudos com animais apontam que as fêmeas têm uma predisposição genética imunológica para a doença, e os fatores hormonais também influenciam, mas a doença se manifesta de forma mais agressiva em homens”, aponta a neurologista.

Como tratar e melhorar os sintomas

Hoje os pacientes contam com opções eficazes de tratamento para controlar a doença e os surtos. Vale destacar a terapia que foi incorporada recentemente ao rol de medicamento do Sistema Único de Saúde (SUS), a teriflunomida, devendo chegar aos usuários do SUS em breve. A teriflunomida, que é um medicamento oral, é indicado para o tratamento de pacientes com as formas recorrentes de esclerose múltipla, para reduzir a frequência dos surtos e para retardar o acúmulo de incapacidade física7.

Conscientizar para tratar

Prédios, camisetas e até mesmo selfs com elementos laranjas estarão em destaque este mês em celebração ao Dia Nacional de Esclerose Múltipla, comemorado em 30 de agosto, para trazer visibilidade para o tema e auxiliar na conscientização da população sobre o assunto8. Além dessas iniciativas, é possível encontrar mais ações no portal Agosto Laranja, que já estão ocorrendo e que ainda serão realizadas em diversas regiões do Brasil, como:

Pedale Por Uma Causa
São Paulo – São Paulo
Rua Honduras, 1400 - Jardim Paulista
São Paulo - São Paulo
Data de Início: 27/08/2017
Data de Término: 27/08/2017
Horário de Início: 9:00
Horário de Término: 13:00

Agosto Laranja – Parque Prefeito Celso Daniel
Santo André - São Paulo
Avenida Dom Pedro II, 940
Data de Início: 27/08/2017
Data de Término: 27/08/2017
Horário de Início: 8:00
Horário de Término: 14:00

Vamos Falar Sobre Esclerose Múltipla?
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro
Rua Jardim Botânico, 501
Auditório do Hospital da Lagoa
Data de Início: 30/08/2017
Data de Término: 30/08/2017
Horário de Início: 09:00
Horário de Término: 12:00

6ª Maratona “Em movimento”
Rua 4 Esquina com a Avenida Tocantins
Goiânia - Goiás
Data de Início: 27/08/2017
Data de Término: 27/08/2017
Horário de Início: 06:00
Horário de Término: 12:00

Sobre a Sanofi
A organização está presente no Brasil desde 1919, a partir de diversas aquisições ao longo dos anos. Com 4,7 mil colaboradores, a Sanofi é a maior indústria do mercado farmacêutico brasileiro, considerando o faturamento líquido no varejo, setor público, hospitais e clínicas. Tem sólida plataforma industrial no Brasil, responsável pela produção de 90% das unidades de medicamentos que a companhia comercializa no País. Possui um portfólio diversificado que abrange vacinas, com a atuação da Sanofi Pasteur; genéricos e similares, com a Medley; doenças raras, esclerose múltipla e oncologia, com a Sanofi Genzyme; além de medicamentos isentos de prescrição, produtos de consumo, e medicamentos vendidos sob prescrição médica para inflamação, alergias, diabetes, doenças cardiovasculares, doenças metabólicas e necessidades pediátricas, que levam a marca Sanofi. Entre os produtos da Sanofi estão: Dorflex, Dorflex IcyHot, Novalgina, Cewin, Vitawin, Depura, Targifor, Os-Cal e Os-Cal Kids, Enterogermina, Naturetti, Dermacyd, Allegra, Profenid, Puran, Clexane, Jevtana, Taxotere, Lemtrada, Aubagio, Lantus, Toujeo, Praluent, FluQuadri e Dengvaxia

Este material é dirigido exclusivamente à imprensa especializada como fonte de informação. Recomenda-se que o conteúdo não seja reproduzido integralmente. As informações veiculadas neste documento têm caráter apenas informativo e não podem substituir, em qualquer hipótese, as recomendações do médico ou farmacêutico nem servir de subsídio para efetuar um diagnóstico médico ou estimular a automedicação. O médico é o único profissional competente para prescrever o melhor tratamento para o seu paciente.


Referências

1Frota, Elisabeth Regina Comini e outros - ABN Recomendações no Tratamento da Esclero Múltipla e Neuromielite Óptica. OmniFarma, 2a. edição 2016
2Amigos Múltiplos pela Esclerose. Visão Geral. Disponível em: http://amigosmultiplos.org.br/em. Acesso em: 16 de agosto de 2017
3Sobre Esclerose Múltipla. Portal Sanofi Genzyme.Disponível em: https://www.sanofigenzyme.com.br/Areas-de-Tratamento/Esclerose-Multipla.aspx. Acesso em: 16 de mai. 2017
4Haase, Vitor Geraldi; Lacerda, Shirley Silva; Lima, Eduardo De Paula; Corrêa, Tatiana De Deus; Brito, Daniela Cristina Sampaio De; Lana-Peixoto, Marco Aurélio. Avaliação Do Funcionamento Psicossocial Na Esclerose Múltipla: Características psicométricas de quatro medidas de auto-relato. Arquivos de Neuropsiquiatra; 62(2A): 282-291, jun. 2004.
5ABEM – Associação Brasileira de Esclerose Múltipla.O que é esclerose múltipla?. Publicado em 20 de fevereiro de 2016. Disponível em:http://abem.org.br/esclerose/o-que-e-esclerose-multipla/#esclerose-multipla-em-detalhes. Acesso em: 16 de agosto de 2017
6Portal da Academia Brasileira de Neurologia. Perguntas e respostas. Esclerose Múltipla. Disponível em: http://www.cadastro.abneuro.org/site/conteudo.asp?id_secao=31&id_conteudo=59&ds_secao=Perguntas%20e%20Respostas.Acesso em:16 de mai. 2017
7Bula de Aubagio, disponível no bulário eletrônico da ANVISA http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/index.asp
8Agosto Laranja. Como participar. Disponível em: https://agostolaranja.org.br/.Acesso em 16 de agosto de 2016

Para mais informações:

Assessoria de Imprensa Sanofi Genzyme

Imagem Corporativa

Alberto Madjer
(55 11) 3526 – 4571
(55 11) 97681 – 6262
alberto.madjer@imagemcorporativa.com.br