Acesso às Vacinas

A vacinação é uma das medidas mais importantes de prevenção e combate contra doenças e compreendemos isso perfeitamente na Sanofi. É muito melhor e mais fácil prevenir uma enfermidade do que tratá-la, e é isso que as vacinas fazem.

O acesso às vacinas é necessário para as mais diversas faixas etárias e grupos sociais. Os profissionais de saúde, as pessoas que viajam muito e outros grupos de pessoas, com características específicas, também têm recomendações para tomarem certas vacinas.

Além disso, a vacinação não apenas protege aqueles que recebem a vacina, mas também ajuda a comunidade como um todo. Quanto mais pessoas ficarem protegidas em uma comunidade, menor é a chance de que qualquer uma delas, vacinada ou não, seja contaminada.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, anualmente, mais de três milhões de vidas são salvas pela vacinação em todo o mundo, porém cerca de dois milhões de pessoas ainda morrem por falta de acesso às vacinas.

Trabalhamos para que todas as pessoas tenham acesso às vacinas existentes, onde quer que estejam, pois para nós, oferecer a possibilidade de empoderamento de sua própria saúde é o que nos move. Para tornar isso viável, mantemos parcerias com várias organizações internacionais, como a Organização Mundial da Saúde, a UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância e a Cruz Vermelha, por meio das quais fornecemos vacinas às populações mais carentes. Para essas entidades, desenvolvemos apresentações adaptadas das vacinas e implantamos políticas de preços diferenciados.

GAVI Alliance: Aliança global para vacinas e imunização

A GAVI Alliance foi criada em 2000, em uma iniciativa conjunta da Fundação Bill & Melinda Gates, Banco Mundial, OMS, UNICEF e empresas produtoras de vacinas, incluindo a Sanofi Pasteur.

Com o compromisso de salvar a vida de crianças e proteger a saúde das pessoas pelo o uso generalizado de vacinas, a GAVI Alliance patrocina programas de imunização e sistemas de saúde para acelerar a introdução de novas vacinas.

Aqui na Sanofi compartilhamos dos objetivos da GAVI Alliance de melhorar a infraestrutura necessária à administração adequada de vacinas, assim como incentivar os projetos de pesquisa e desenvolvimento voltados às doenças que predominam em países em desenvolvimento.

Desde a sua origem, a empresa pratica uma política de preços diferenciados para facilitar o acesso a vacinas nos países que integram a GAVI Alliance.

GPEI: Iniciativa global para erradicação da poliomielite

A GPEI, Iniciativa Global para Erradicação da Poliomielite, é a maior iniciativa mundial de saúde pública da história. Dirigida por governos nacionais, Organização Mundial de Saúde, Rotary International, Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) e UNICEF.

Desde 1988, cerca de dois bilhões de crianças de todo o mundo foram vacinadas contra a poliomielite como resultado deste esforço inédito de cooperação de mais de 200 países e 20 milhões de voluntários, financiado por um investimento internacional de US$ 3 bilhões.

Somos a empresa com o maior volume de doação para a GPEI. Desde 1988, doamos 120 milhões de doses da vacina oral contra poliomielite para imunizar crianças em cinco países africanos devastados pela guerra: Angola, Libéria, Serra Leoa, Somália e região sul do Sudão.

EPIVAC: Educação de médicos e profissionais de saúde

O EPIVAC é um programa criado por nós, com o propósito de formar médicos e profissionais de saúde para implantar programas de imunização em onze países da África Central e Ocidental.

Ao fornecer treinamento em epidemiologia, computação aplicada, vacinologia e gestão de programas de saúde, o curso de certificação em organização e gestão de imunização permitirá a melhoria do acesso às vacinas em alguns dos países subdesenvolvidos.

O impacto das vacinas

Vacinas salvam vidas

Um século atrás, de acordo com a OMS, as doenças infecciosas eram a principal causa de morte em todo o mundo, mesmo nos países mais desenvolvidos. Atualmente existe uma ampla gama de vacinas disponíveis que protegem contra mais de 26 doenças infecciosas e novas vacinas estão surgindo com potencial de prevenir outras mais.

O êxito do uso consistente e amplo de vacinas ficou comprovado no controle, e até mesmo na eliminação, de doenças.

A imunização reduz custos com a saúde

A vacinação é um dos investimentos em assistência médica mais econômicos disponíveis.

A erradicação apenas da varíola resultou em uma economia de mais de US$ 3 bilhões para os Estados Unidos, entre 1983 e 1994. Os benefícios são impressionantes quando se visualiza o futuro.

Existem vários estudos mostrando que, ao se investir na prevenção por meio da imunização, é possível reduzir o impacto econômico na saúde, e taxas como absenteísmo e presenteísmo no trabalho, o que contribui para a melhora da qualidade da saúde da população.

Por meio de campanhas de sensibilização e encontros regulares com as autoridades de saúde e os clientes, esclarecemos essas informações e ao mesmo tempo reforçamos o compromisso de mostrar que de forma geral a imunização salva mais de três milhões de vidas por ano no mundo.

Nos Estados Unidos, uma análise de custo-benefício revela que, para cada dólar investido em uma dose de vacina, independente da doença imunoprevenível, economizam-se de US$ 2 a US$ 27 em gastos com a saúde. Essa é uma das maneiras que temos de participar ativamente na jornada de saúde das pessoas ao redor do mundo.

Valor das vacinas

“A imunização tem sido uma grande história de sucesso na saúde pública. A vida de milhões de crianças tem sido salva, milhões têm a chance de viver uma vida mais longa e saudável, de aprender, brincar, ler e escrever, se movimentar por aí livremente e sem sofrimento.” - Nelson Mandela, vencedor do prêmio Nobel de 1993.

A prevenção de doenças é o procedimento de saúde de maior custo-efetividade disponível. Como a imunização contribui para evitar a disseminação de doenças, muitas pessoas podem ficar protegidas e assim ficar livre de suas consequências.

Com exceção da água limpa e potável, nenhuma outra ação humana é mais benéfica que a imunização no combate às doenças infecciosas e na redução das taxas de mortalidade.¹

1 - Plotkin S, Orenstein W, Offit P. Vaccines, 5th ed. Saunders, 2008