Hipotireoidismo durante a gestação



Mais um importante motivo para a futura mamãe fazer o pré-natal direitinho e seguir à risca as recomendações médicas. Há maneiras de controle para que tanto a mãe quanto o bebê fiquem bem.

Mais um importante motivo para a futura mamãe fazer o pré-natal direitinho e seguir à risca as recomendações médicas é a possibilidade do obstetra pedir exames que ajudem a descobrir se ela tem ou não hipotireoidismo. “O cuidado vale especialmente para os três primeiros meses de gestação, porque é nesse período que o organismo da mulher altera toda a produção de hormônios. Com isso, a fabricação de alguns cai, de outros aumenta e há ainda os que começam a ser produzidos para ajudar na formação da placenta e no desenvolvimento dos órgãos do feto”, esclarece o endocrinologista Leonardo Motta, da All Clinik, no Rio de Janeiro, CRM 52-854344. 


Cuidados essenciais

O endocrinologista avisa que com o tratamento adequado durante a gravidez a glândula tireoide passa a funcionar direito, a gestante mantém a qualidade de vida e seu bebê se desenvolve bem. “Por isso é tão importante consultar um médico especialista assim que desconfiar que está grávida ou se está fazendo planos para ser mãe”, recomenda o doutor Leonardo Motta.
As orientações a seguir se referem à interpretação da literatura médica atual e às principais recomendações de sociedades médicas. Essas informações não devem estimular a automedicação e, sob nenhuma hipótese, substituem a avaliação de seu médico de confiança. Ele é o único profissional habilitado para avaliar a sua saúde e indicar a melhor conduta para o seu caso.
Usar remédios sem o conhecimento do seu médico pode ser extremamente perigoso para sua saúde.